• Thomas Berg

Como Escolher Sua Câmera



Essa é uma dúvida bem frequente de pessoas que querem começar a fotografar e filmar.


Será que a câmera do meu smartphone é o suficiente? Será que devo investir em uma câmera DSLR? O que é DSLR? Existem outros tipos de câmera? E depois de escolher o tipo, qual marca e modelo de câmera devo comprar?


Sem dúvidas que sua câmera vai ser a ferramenta mais importante para suas fotos e vídeos, mas não se esqueça que ela não necessariamente garantirá fotos e vídeos de qualidade. A qualidade final das suas imagens dependerá mais da sua técnica e criatividade do que da marca e preço da sua câmera.

Para escolher a câmera certa, você precisa primeiramente conhecer os diferentes tipos de câmera, suas diferenças, seus prós, seus contras, e também pensar qual seria a melhor opção para o tipo de fotografia e filmagem que você quer fazer.


Nesse artigo, vou te mostrar quais são os diferentes tipos de câmera que existem hoje no mercado, e com isso, espero te ajudar na escolha da câmera ideal. Vamos lá!



Já ouviu aquela expressão: “a melhor câmera é aquela que você tem com você”? Pois é, nunca essa frase foi tão verdade.


Quase todos os smartphones vendidos hoje possuem câmeras que tiram fotos e filmam com alta qualidade, ou seja, imagens em alta resolução e filmagem em FullHD. Qualidade mais que suficiente para fotos e filmagens que serão publicadas na internet. Isso faz com que, em geral, as imagens que você captura com seu smartphone não percam em qualidade para as imagens produzidas por câmeras convencionais.


A maioria dos smartphones possuem câmeras com funções automáticas, mas que também possuem funções manuais. As funções manuais são fundamentais para ter o controle das funções da câmera como foco, abertura do diafragma, velocidade do obturador, velocidade do filme, entre outras.


Os pontos positivos de um smartphone são claros: I) você tem ele sempre com você. II) são câmeras discretas em comparação aos outros tipos de câmera. III) você pode publicar rapidamente a sua foto ou vídeo nas suas mídias sociais logo depois de tirá-los. E IV) ainda você pode ter aplicativos de edição de imagem e de vídeos baixados nele e editar o material sem precisar transferir as imagens para um computador. Eu, por exemplo, uso muito os aplicativos Snapseed e Lightroom para editar minhas fotos, e recomendo!


Já os pontos negativos são as limitações do tamanho e qualidade da imagem, que não são as melhores caso você queira fazer impressões maiores das fotos tiradas. Também, a maioria das câmeras não possuem todas as funções manuais, o que pode limitar o controle de certas funções ao fotografar e filmar.


Mas claro, como a tecnologia das câmeras de smartphones melhoram a cada ano, com certeza essas câmeras logo serão capazes de tirar fotos e fazer filmagens com a mesma qualidade de câmeras convencionais.



As câmeras do tipo “action” são câmeras pequenas e compactas, destinadas àqueles que tiram fotos e filmam atividades extremas em situações e lugares fora do convencional.


Não se deixe enganar pelo seu tamanho. Hoje, as melhores marcas deste tipo de câmera, tiram fotos e especialmente filmam com alta qualidade. Além disso, essas câmeras são na sua maioria à prova d’água e à prova de choque, ou seja, aguentam tranquilamente “aquele trabalho de campo” mais pesado! Elas também possuem modo automático de foto e vídeo, estabilizador de imagem, ferramentas como timelapse programado, modo burst, ângulos de lente variados, entre muitas outras funções.


Essas câmeras são ótimas opções para aqueles que procuram câmeras pequenas, qualidade de imagem e durabilidade. Além disso, são geralmente encontradas por preços não tão altos e sem dúvidas são câmeras que apresentam bom custo-benefício.


Os pontos negativos desse tipo de câmera são a durabilidade da sua bateria e a impossibilidade de trocar as lentes para obter imagens com zoom ou macro.



Câmeras compactas foram praticamente as primeiras câmeras digitais fabricadas. A minha primeira câmera digital foi uma dessas!


Esse tipo de câmera já “evoluiu” muito, e hoje elas são capazes de capturar fotos e vídeos em alta qualidade. Então vale a pena considerá-las! Como o nome já diz, essas câmeras são pequenas e compactas e vêm com lentes de zoom embutidas, ou seja, não podem ser trocadas.


Seu tamanho é devido à principal característica dessas câmeras que é a falta de um espelho que reflete a imagem a ser capturada em um visor óptico. Nessas câmeras, você olha a imagem a ser capturada através de uma tela LCD (liquid crystal display) no verso da câmera, em vez de olhar através de um visor.


Essas câmeras são uma boa opção para pessoas que querem dar o próximo passo dentro da fotografia e filmagem, já que elas capturam imagens de qualidade com o simples apertar de um botão, e sem muita preocupação com os aspectos técnicos envolvidos na fotografia.


O pontos positivos são que elas são leves e compactas em comparação à câmeras do tipo DSRL e Mirrorless. Elas possuem ótima qualidade de imagem que é o suficiente para pequenas e até médias impressões em papel. Elas também são bem mais fáceis de usar que as DSLRs.


Seus pontos negativos são que nem sempre nós podemos confiar na imagem projetada na tela de LCD. Além disso, alguns modelos apresentam certo atrazo na “projeção” da imagem e a tela LCD também pode apresentar cores não verdadeiras.


O surgimento das câmeras do tipo DSLR (digital single-lens reflex) no final dos anos 90 revolucionou a história da fotografia. Pela primeira vez, fotógrafos podiam tirar suas fotos e ver o resultado no mesmo instante. Nada mais de ficar esperando pela revelação do filme!


Existem dois tipos de câmeras DSLR: as que possuem sensores recortados (cropped sensors), que são mais usadas por fotógrafos amadores; e as que possuem sensores full-frame, que são mais usadas por fotógrafos profissionais por serem melhores, mais sofisticadas e custosas.


Dentre esses tipos de câmera DSLR, há diferentes modelos com diferentes resoluções, qualidade de imagem, funcionalidade, grande variedade de lentes e variedade de preço.


A principal diferença entre esses dois tipos de sensores fotográficos é o seu tamanho. As câmeras com sensores full-frame possuem sensores de 35mm, já as câmeras com sensores recortados possuem sensores com tamanhos menores.


O tamanho do sensor significa quanto da sua cena vai aparecer na sua foto. Ou seja, se uma foto for tirada de um mesmo ponto com a mesma distância focal, uma câmera de sensor recortado terá um campo de visão mais estreito, já uma câmera de sensor full-frame terá um campo de visão mais amplo (veja foto abaixo).



Os sensores full-frame geralmente oferecem uma gama dinâmica mais ampla entre os tons mais claros e mais escuros que compõem uma foto. Eles também são melhores em condições com pouca luz, onde você precisa usar uma ASA maior. Com isso, eles produzem imagens com maior qualidade, o que permite produzir imagens que possam ser impressas em tamanhos maiores sem problema de perda de definição de imagem. Mas com todas essas características, um maior sensor significa uma câmera maior, mais pesada e também mais custosa. Então, se a sua intensão é postar fotos na internet ou fazer pequenas e médias impressões, uma câmera com sensor recortado (cropped sensor) é o suficiente!

De qualquer forma, as câmeras DSLR oferecem uma excelente qualidade de imagem, controles completos e ampla variedade de lentes e acessórios. Não é atoa que geralmente são elas as preferidas por fotógrafos profissionais.



As câmeras mirrorless (sem espelho) não possuem um espelho interno, e a maioria das pessoas não sabem a diferença entre esse tipo de câmera e as câmeras DSLR.


As câmeras DSLR possuem um espelho que fica na frente do sensor. Então, quando você olha através de seu visor óptico, você vê um reflexo da imagem que a lente da câmera está vendo. Quando você pressiona o botão do obturador, este espelho vira para cima para expor o sensor da câmera à luz, capturando a foto. Nas câmeras mirrorless, o que você vê no visor é a imagem digital ao vivo vista através da câmera.


Como não há espelho interno, a câmera mirrorless é menor e mais leve que uma do tipo DSLR. Também, como não há aquela ação mecânica de um espelho tendo que se mover, as câmeras mirrorless permitem uma maior velocidade fotográfica (quadros por segundo; modo burst).

A qualidade de imagem das câmeras mirrorless vem crescendo muito, e hoje algumas delas possuem a mesma qualidade de imagem das câmeras DSLR. Câmeras mirrorless das marcas Sony, Panasonic e Fujifilm, estão entre as melhores câmeras que você pode comprar.

Claro que isso significa que muitas dessas câmeras possuem o mesmo preço das câmeras DSLR, ou seja, são bem custosas. Mas com o preço, vem uma câmera com tamanho menor e mais leve, excelente qualidade de imagem, controle completo dos recursos da câmera, e também lentes que podem ser trocadas.

Esse tipo de câmera é hoje a preferida por muitos fotógrafos e videógrafos profissionais.



As câmeras de formatos médios possuem um sensor ainda maior do que um sensor full-frame de câmeras DSLR. Por exemplo, um sensor full-frame de câmeras DSLR é 36 x 24 mm, enquanto alguns sensores de formato médio são 53 x 40 mm.


Como já vimos, um maior sensor significa uma resolução e qualidade de imagem mais altas. Com esse tipo de câmera, é possível capturar imagens em altíssima resolução para que possam ser impressas em tamanho grande, como para uma placa de outdoor.


Como essas câmeras são extremamente caras, elas são geralmente usadas por fotógrafos comerciais que trabalham com fotos publicitárias, de arquitetura e fotografia em estúdio. Devido ao maior tamanho e maior peso dessas câmeras, são poucas os fotógrafos que as usam na natureza. Mas existem é claro alguns fotógrafos de paisagens que preferem esse tipo de câmera.



Como você viu, existem muitos tipos de câmera para considerar. E depois de escolher o tipo de câmera, ainda temos que escolher a marca e o modelo.


Comece pensando o que você gosta ou gostaria de fotografar. Se você quer filmar, considere isso também. A maioria dos modelos destes tipos de câmeras já filmam com qualidade FullHD e até qualidade 4K, mas é sempre bom conferir. Pense se você tem a intenção de imprimir as suas fotos, e se sim, qual tamanho de impressão que você gostaria.


Pense também se você quer ter a opção de trocar as lentes da câmera, possivelmente para lentes tipo macro (para pequenas estruturas e organismos), lentes tipo grande angular (para paisagens) ou lentes zoom (para pássaros).


Pense se você precisará de entrada para flash, microfone e fone de ouvido (esses dois últimos são importantes para filmagens!). Pense na duração da bateria da câmera, e se você precisará comprar baterias reservas.


Por exemplo, se você sai pouco a campo e fica mais entre laboratório e escritório, e quer suas fotos e vídeos somente para postagens na internet e apresentações, uma câmera de smartphone, uma câmera “action” ou uma compacta é o suficiente.


Já se você vai a campo, onde pode chover, e quer tirar fotos e filmar os acontecimentos mas não precisa de lentes especias, uma câmera “action”, uma compacta vedada ou uma mirrorless vedada são as melhores opções.


Por outro lado, se você quer tirar fotos e filmar pássaros e mamíferos, que geralmente estão a certa distância e se movem rápido, você sem dúvida precisará de uma câmera mirrorless ou uma DSLR com lentes super zoom.


Se você pretende fazer filmagens subaquáticas no mar, em lagoas, rios ou até aquários, você precisa de uma câmera “action” ou uma compacta à prova d’água.


Acho que ficou mais claro com esses exemplos, não é? Resumindo, são vários os fatores a considerar na escolha de uma câmera!


Depois de pensar o tipo de câmera que você precisa, chega a hora de pensar na marca e modelo que você irá escolher. Opte pelas marcas e modelos de câmera mais populares entre os fotógrafos (profissionais e amadores) que possuem o mesmo estilo de fotografia e filmagem que você gostaria de fazer. Por último, considere o preço do equipamento e faça uma análise se o custo-benefício faz valer a pena o investimento.


Procure sempre adquirir equipamentos novos e com garantia. Evite comprar equipamentos usados, e se comprar, compre de pessoas conhecidas ou confiáveis. Uma câmera bem cuidada pode durar anos! Então, se você tiver condições, vale a pena investir em um equipamento que te dê todas as opções de fotografia e filmagem desejadas.


Se você ainda tem dúvidas, converse com aqueles conhecidos “loucos” por fotos ao redor de você. Sempre existe aquele amigo, colega, professor, pesquisadora que tem fotografia e filmagem como hobby ou paixão! Espero que essas dicas tenham ajudado na escolha do tipo de câmera ideal para você!


Abraço,

Thomas Berg


45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo